International Karting
InstagramFacebookTwitterYoutubePocketMags
Vroom Logo

Seletiva Petrobras define mais três classificados para a final

Seletiva Petrobras define mais três classificados para a final
Events

Foram 24 voltas emocionantes na bateria final da 2ª fase do Campeonato Brasileiro de Kart, neste sábado (2), na Arena Brasil Kirin, em Itu (SP).

Além do título nacional em jogo, uma boa colocação garantiria a três kartistas vagas na final da Seletiva de Kart Petrobras, que acontece entre os dias 27 e 29 de outubro, em Guaratinguetá (SP). O campeão na Graduados foi o mineiro Luca Travaglini, que apesar de terminar a corrida em segundo, foi beneficiado com a desclassificação de Olin Galli e conquistou seu primeiro título do Brasileiro. Dessa forma, as vagas ficaram com os cariocas Zaiya Fontana e Renato Junior, e com o paulista Mauro Auricchio, que terminaram em segundo, terceiro e quarto lugares, respectivamente. Luca, mesmo com a conquista do título, não classifica para a final da Seletiva por ter 19 anos e exceder a idade máxima permitida, que é de 18 anos.

O piloto do kart #4, Olin Galli, foi desclassificado por "estar com o suporte de identificação de carenagem divergente com a redação do regulamento" do Campeonato Brasilero de Kart. O mesmo aconteceu com o piloto Johilton Pavlak, piloto do kart #13, que estava com a placa de identificação do chassi irregular e recebeu a bandeirada na terceira colocação. 

A bateria final contou com muitas emoções e teve disputa acirrada entre os pilotos que poderiam se classificar para a grande final. Sergio Sette Camara, Rafael Martins, Artur Fortunato e Giuliano Raucci estiveram na briga pelas vagas, mas não chegaram a terminar a corrida. Raucci saiu faltando sete voltas para o fim, quando estava na disputa com Renato Junior pelo 4º lugar e acabou saindo da pista com problemas no motor e colidindo contra os pneus de contensão. Depois disso, o caminho ficou mais tranquilo para Zaiya e Renato garantirem suas vagas.

O carioca de Zaiya, de 15 anos, foi beneficiado pela punição dada a Renato Junior por atitude antidesportiva contra Raucci, ganhando uma posição e terminando como vice-campeão brasileiro. "Me sinto muito bem com a classificação. A vaga era o objetivo desde antes da corrida. Agora tem a expectativa para a final, já que os quatro primeiros conquistam essa nova premiação da Seletiva, que vai servir como um aperfeiçoamento profissional enorme. Quero tentar vir pra São Paulo o máximo que puder e treinar para conseguir ficar entre os quatro primeiros", avaliou Zaiya, que pela primeira vez irá disputar a Seletiva de Kart Petrobras.

Renato Junior, mesmo com a punição, ficou com a segunda vaga do dia e agora vai focar seus treinamentos para a final da Seletiva. "A corrida foi muito disputada. Desde o início eu consegui me manter nas primeiras posições. Tomei alguns toques, acabei caindo algumas posições, mas consegui me recuperar pra disputar a vaga. É um alívio muito grande conseguir a vaga com certa antecedência. Guaratinguetá é uma pista nova, tem um traçado novo. Nunca corri lá, por isso quero fazer alguns treinos pra aumentar as minhas chances. Quero muito vencer a final, mas a premiação é para os quatro primeiros, com uma experiência nova num país diferente. Chegar entre os quatro primeiros já será um ótimo resultado", explicou o carioca de 16 anos, que conseguiu a vaga pela terceira vez consecutiva.

O piloto de Guaratinguetá, Mauro Auricchio, se classificou pela primeira vez para a final Seletiva e considerou que o Brasileiro foi muito disputado. "Foi difícil conquistar essa vaga. Foi uma bateria bem competitiva, com muitas batidas. Consegui chegar mais em uma boa posição porque alguns pilotos rodaram na minha frente e eu me aproveitei disso. Para a final, quero treinar muito. A corrida será na minha cidade e vou me dedicar bastante e fazer um trabalho com um coach, que vai ajudar a corrigir os meus erros pra tentar ganhar a Seletiva", disse o piloto paulista de 15 anos.

Para Binho Carcasci, promotor da Seletiva de Kart Petrobras, ter uma disputa dentro do Brasileiro fortalece os dois eventos. "O Campeonato Brasileiro é sempre muito disputado, com pilotos do país inteiro. Poder incrementar isso com três vagas da Seletiva só tornou essa disputa mais forte", disse. 

E, aos olhos da organização da Seletiva de Kart Petrobras, a mudança no estilo da premiação e ter ampliado o prêmio até o quarto colocado foi um grande acerto. "Chegamos ao meio da temporada da Seletiva, com seis pilotos classificados. A gente percebe uma confiança maior nos pilotos. Tem uma motivação por saberem que agora os quatro primeiros vão ser premiados com o programa de orientação e a experiência na Europa. Tenho certeza que ampliar essa premiação foi um grande acerto que trará benefícios para um grupo maior de pilotos", completa Carcasci.

Os três pilotos se juntam aos paulistas Vitor Baptista e Vinícius Papareli e ao gaúcho Victor Matzenbacker, que garantiram as vagas na primeira etapa classificatória, realizada em Aldeia da Serra (SP), no mês de maio.

Agora restam mais duas etapas para a definição dos outros seis finalistas da Seletiva de Kart Petrobras: em São Luís, no Maranhão, no dia 20 de setembro, e Itumbiara, em Goiás, que acontece junto com a Copa Brasil de Kart no dia 11 de outubro. A final irá acontecer nos dias 27, 28 e 29 de outubro no Kartódromo de Guaratinguetá, interior de São Paulo. 

Confira o Top 10 da categoria Graduados do Campeonato Brasileiro de Kart (extraoficial):
1° #53 Luca Travaglini, 24 voltas em 20min03s804
2° #155 Zaiya Fontana, a 5s634 
3° #19 Renato S. da S Junior, a 3s222*
4° #46 Mauro Auricchio, a 11s200 
5° #112 Pedro Piquet, a 13s723 
6° #177 Andre Castro, a 11s533*
7° #111 Ariel Lamas Varella, a 15s454
8° #61 Lucca Croce, a 19s293
9° #81 Fernando Croce, a 19s377
10° #7 Andre Fleck Vollmer, a 28s018

*Piloto penalizado em uma posição na classificação final por atitude antidesportiva

Seletiva de Kart Petrobras - Criada em 1999, com o patrocínio da Petrobras e Petrobras Distribuidora, a Seletiva será composta por quatro etapas classificatórias em 2014, realizadas dentro dos principais campeonatos regionais do país. Doze pilotos são selecionados para a grande final, onde competem em condições de igualdade. Participam do torneio kartistas entre 15 e 18 anos. Desde 2012, ex-campeões não podem defender seus títulos. Em média, aproximadamente 110 pilotos tentam a vaga na final da Seletiva por ano e, em 15 anos, mais de 150 já estiveram disputando a final.

Considerada uma referência entre os kartistas do Brasil, a Seletiva de Kart Petrobras é reconhecida (desde 2001) como evento oficial da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e da Comissão Nacional de Kart (CNK).

Além da maior premiação em dinheiro do kartismo nacional, a Seletiva de Kart Petrobras este ano vai contemplar os quatro primeiros colocados na final com a participação em um programa de orientação de pilotos, que inclui um teste com simulador de F-1 na Europa, um teste com uma equipe do automobilismo de base europeu, com a orientação de um coach, acompanhamento físico e psicológico, participação no Mitsubishi Driving Experience, palestra sobre marketing e media training. A premiação total - somando todas as ações - deve chegar a 250 mil reais. O campeão receberá 60 mil reais em dinheiro.

Para saber mais detalhes e conhecer o regulamento do evento, acesse: www.seletivadekartpetrobras.com.br

Foto: Fabio Oliveira | Radical Motors

OKKART srl © COPYRIGHT 2018 | VAT IT02629390598 | Privacy Policy - Cookies Policy